(11) 97328-3933

contato@kathia.com.br

BEM VINDO!
VOCÊ ENTENDENDO SUAS EMOÇÕES E NO CONTROLE DAS SUAS ATITUDES!

Ansiedade

A ansiedade elevada tem afetado a sua vida?

Se sim, como? O que você pode fazer?

 

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a ansiedade se tornou um problema que atinge 33% da população mundial. A cada 04 de 10 brasileiros estão apresentando algum tipo de Transtorno de Ansiedade (instituto de pesquisa e orientação da mente -IPOM).

 

Ansiedade é um estado psíquico de apreensão ou medo provocado pela antecipação de uma situação desagradável ou perigosa.

 

Até certo ponto, a ansiedade é uma reação natural diante de estímulos estressores, perigos eminentes, sejam eles reais ou imaginários, provocando respostas biológicas automáticas de preparo para ataque ou fuga. A ansiedade é essencial para a adaptação e reação perante situações de medo ou expectativa. Entretanto, a ansiedade torna-se patológica quando atinge picos extremos e começa a interferir no funcionamento saudável da vida do indivíduo.

 

A Ansiedade Patológica é provocada por acontecimentos externos e conflitos internos, ou seja, de natureza biológica e psicológica, não havendo assim um único fator desencadeante de ansiedade.

 

 

É observado que a pressão do meio, a falta de tempo, a vida estressante, as exigências elevadas de tarefas, o excesso de estímulos e informações, têm desenvolvido a ansiedade patológica nas pessoas. O uso excessivo de tecnologias também tem sido um grande disparador da ansiedade, contribuindo para um cenário caótico, causando dependência e aceleramento interno, tornando-se vício, como por exemplo, a dependência do celular e das redes sociais.

 

A Ansiedade Patológica é nomeada de Transtorno de Ansiedade que se ramifica e é nomeada como:

 

  • Ansiedade Generalizada: preocupação excessiva e irrealista perante situações rotineiras da vida, como emprego, saúde e pequenos problemas do cotidiano;
  • Fobias: medo excessivo e irracional perante um objeto ou situação;
  • Transtorno do Pânico: ataques de pânico repetidos sem causa aparente;
  • Transtorno Obsessivo-Compulsiva (TOC): presença de ideias, pensamentos, impulsividade ou imagens, considerados invasivos e inapropriados e que provocam ansiedade elevada, e a pessoa sente-se incapaz de controlar;
  • Transtorno do Estresse PósTraumático: aparecimento de um conjunto de sintomas característicos após um acontecimento extremamente estressante e traumático.

 

 

A Ansiedade Patológica apresenta os seguintes sintomas:

 

  •  Sintomas Psicológicos: Apreensão, medo, angústia, inquietação, insônia, dificuldade de concentração, incapacidade de relaxar, sensação de estar “no limite”, preocupações com desgraças futuras, pensamentos catastróficos, de ruína ou adoecimento.

 

  •  Sintomas Físicos: sudorese, falta de ar, hiperventilação, boca seca, formigamento, náusea, ondas de calor, calafrios, tremores, tensão muscular, dor no peito, taquicardia, sensação de desmaio, tonturas, urgência para ir ao banheiro.

 

 

É importante e necessário o tratamento da ansiedade patológica por profissionais como psicólogo e médico especializados. Em alguns casos há a necessidade de associar o uso de medicamentos com a psicoterapia, de forma a tratar a causa biológica e promover a resolução dos conflitos psicológicos que podem estar na sua origem.

 

O Transtorno da Ansiedade traz limitações, gera muito sofrimento aos seus portadores e familiares, além de gerar prejuízos nas áreas profissional, familiar, etc. Por isso essa informação precisa ser mais divulgada.

 

É urgente a mudança de atitudes, de hábitos e de comportamentos mais saudáveis, para evitar que esse mal se torne uma epidemia e esteja presente no seu meio familiar e de amigos.

 

A Organização Mundial de Saúde (OMS) tem dado esse alerta aos profissionais da área da saúde, para que conscientizem a população. É disseminando esse conhecimento que podemos combater essa patologia considerada como o Mal do Século e já está presente em alguns adolescentes e crianças.

 

Vamos fazer nossa parte!

 

#PENSENISSO